“Não há mais chances de diálogo com o PMDB em Campina Grande, Patos ou João Pessoa. Se Veneziano optou por ser golpista, nós escolhemos o caminho da democracia”, criticou Charliton Machado.


Presidente do PT na Paraíba, Charliton Machado

O presidente do PT na Paraíba, Charliton Machado, disse que não há mais chance de o partido fazer aliança com o PMDB nos municípios nas próximas eleições. O motivo é o rompimento dos peemedebistas com o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Na noite de ontem, a direção estadual se reuniu em Brasília e decidiu pelo apoio ao impeachment.
“Não há mais chance de diálogo com o PMDB em Campina Grande, Patos ou João Pessoa. Se Veneziano optou por ser golpista, nós escolhemos o caminho da democracia. Manoel Junior já seria difícil estar conosco, mas poderíamos abrir o diálogo. Agora, não faremos aliança no primeiro nem no segundo turno”, declarou o petista.
De acordo com Charliton Machado, o PMDB receberá do PT o mesmo tratamento que é dado ao PSDB e ao DEM. “É lamentável o que vem acontecendo. Por duas décadas, o PT respeitou o PMDB e o seu crescimento, e agora ele toma o caminho do golpe financiado pela mídia, Eduardo Cunha e setores do Judiciário”, criticou.
O presidente do partido disse que a legenda continuará com a tese de candidatura própria em João Pessoa. “Vamos conversar com outros atores políticos nas cidades, mas não com o PMDB. Na Capital, teremos candidato porque as opções que temos são muito conservadoras”, explicou.
Hoje, o PMDB nacional deverá anunciar a saída do governo da presidente Dilma Rousseff durante encontro do partido.


Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu