Ministério da Integração disse que a Procuradoria-Geral da União entrou com mandado de segurança para suspender o parecer para que as obras sejam retomadas
A suspensão das obras do eixo norte da transposição do São Francisco gerou um protesto por parte de alguns paraibanos em frente ao Congresso Nacional, em Brasília, nesta sexta-feira (2). Com apoio da Prefeitura Municipal de Santa Cruz-PB, os manifestantes abriram duas faixas e levantaram uma cruz, composta por vários baldes de água.


A obra está parada por medida judicial desde abril deste ano e até agora ainda não foi retomada. A falta de avanço nesse trecho começou por causa da saída de uma das empreiteiras contratadas para execução da primeira etapa do eixo (Meta 1N), ainda em 2016.

As obras remanescentes foram licitadas e, no dia 20 de abril deste ano, o Ministério da Integração Nacional assinou contrato com uma outra empresa. Uma decisão em 2ª instância da Justiça Federal, no entanto, suspendeu a licitação. Esta situação permanece até agora.

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, as demais etapas (2N e 3N) do eixo estão em ritmo final de construção, mas com a indefinição em relação à retomada da etapa inicial, não dá para ter uma previsão de conclusão da obra de todo eixo norte. Ainda segundo o Ministério, a Procuradoria-Geral da União entrou com mandado de segurança para suspender o parecer para que as obras sejam retomadas.


Tribuna10

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu