Virou notícia nos maiores sites e jornais do Brasil, após matar a mordidas a cobra cascavel que o picou, o vereador Álvaro Teixeira do município de Juru, no Sertão paraibano, reclama da repercussão negativa na cidade. Ele afirma que a associação ‘político venenoso’ o incomoda. Entre os comentários mais picantes, segundo o vereador, são os que afirmam "político morde cobra e animal não resiste ao veneno " e "político tem tanto veneno que morde até cobra ". 
O desgosto do vereador não é pequeno. Ele ficou magoado com as críticas do povo, generalizando a classe política. Ele acredita que a associação acontece em decorrência do clima de decepção com a política nacional principalmente por causa das denúncias de casos de corrupção em Brasília.
Teixeira explica que a falta de conhecimento faz com que algumas pessoas pensem que ele poderia  ter veneno. “O pessoal analfabeto não sabe que as pessoas não têm veneno, eles podem ter bactéria, podem ter micróbio, mas veneno não. Essa cobra morreu foi por um processo mecânico, a mordida é um processo mecânico”.
Segundo o vereador, ele é um político tranquilo e que gosta de animais. “Sempre fui um homem do campo. Até 2006, eu morava na zona rural da cidade de Juru onde tenho uma propriedade para cultivo da palma e criação de animais”, explicou.

Apesar dos comentários negativos, o vereador se tornou uma celebridade na cidade de Juru. Em uma simples caminhada pelas ruas também ouve moradores perguntarem: “é o homem da cobra?”.  
Entre risos e saudações, todos querem saber detalhes sobre como o político, após ter sido picado por uma cobra cascavel, teve a iniciativa de revidar e matar o réptil com uma mordida na cabeça do animal.  
O político que tem 36 anos e está em seu segundo mandato de vereador também é assunto nas redes sociais desde que voltou para casa, na última segunda-feira (17), após receber alta do hospital. Em uma das mensagens, um internauta comenta " é o pai do Robocop". 
G1

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu