O Banco do Brasil deverá gastar entre R$ 500 mil e R$ 600 mil para reconstruir, reestruturar e fazer funcionar a agência bancária de São José de Piranhas, que foi destruída com explosivos por uma quadrilha fortemente armada na madrugada do dia 16 de outubro. A afirmação foi feita pelo gerente, Allan, durante reunião com a CDL esta semana. “O prejuízo do banco foi mais material, seria melhor se eles tivessem levado o numerário e deixado o banco”, relatou.

Na semana passada o deputado federal, Wilson Filho (PTB), havia dito que o Banco do Brasil deveria gastar em torno de R$ 1 milhão para deixar a agência da cidade pronta para funcionar, porém, esse valor será bem menor.

Terminais de Autoatendimento – A boa notícia, segundo Allan, é que em um período de 15 dias a instituição já poderá está com um ponto lógico para atender clientes, provavelmente, onde funcionava a câmara de vereadores, no prédio anexo à prefeitura. De acordo com Allan, os terminais de autoatendimento não foram danificados e devem ser instalados para que os usuários possam fazer operações como pagamentos, extratos, transferências e outras transações bancárias. “Se agente conseguir isso já é um grande avanço”, destacou.
No entanto, a agência só deverá voltar a funcionar daqui a aproximadamente três meses, sem numerário. Com dinheiro, segundo ele, a expectativa é que passe a funcionar em pelo menos seis meses.

Tribuna10
Fonte: Radar Sertanejo 

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu