Michel Temer foi diagnosticado nesse domingo (31) com infecção urinária; ele ainda está com uma sonda na uretra por causa de uma cirurgia feita no dia 13 de dezembro; fato aumenta ainda mais as especulações sobre sua saúde. Tem gente próxima aos bastidores de Brasília que afirma que o caso dele pode ser mais grave do que vem sendo anunciado pela mídia

1 de Janeiro de 2018 às 13:39 // Inscreva-se na TV 247
Revista Fórum - Michel Temer foi diagnosticado neste domingo (31) com infecção urinária. O peemedebista, que está com a família em Brasília, onde vai passou o Réveillon, foi examinado por médicos mais cedo no Palácio do Jaburu. A recomendação, segundo a assessoria da presidência, é para que ele mantenha o repouso pelos próximos dias, de preferência sem deixar o Palácio do Jaburu.

O fato aumenta ainda mais as especulações sobre sua saúde. Tem gente próxima aos bastidores de Brasília que afirma que o caso dele pode ser mais grave do que vem sendo anunciado pela mídia. Recentemente, um médico que o acompanha, que não quis se identificar, declarou o seguinte: “O presidente não tem câncer de próstata. Todos os dados clínicos iniciais e os exames realizados, incluindo biópsia da próstata, descartaram essa possibilidade”. No entanto, as frequentes internações só aumentam as especulações.

Temer ainda está com uma sonda na uretra por causa de uma cirurgia feita no dia 13 de dezembro. Nesta semana, Temer desistiu de passar o fim do ano na base naval da Restinga de Marambaia, no litoral do Rio de Janeiro.

Tribuna

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu