A Polícia Federal, em conjunto com a Coordenação de Inteligência Previdenciária do Ministério da Fazenda, deflagrou na manhã desta quarta-feira (25) a “Operação Haraquiri”, com o objetivo de colher provas relacionadas à investigação policial conduzida pela Delegacia de Combate aos Crimes Previdenciários, da Superintendência Regional de Polícia Federal na Paraíba.

Derly Brasileiro é o delegado da Polícia Federal que está à frente da operação. Os inquéritos policiais, instaurados a partir de março de 2017, apuram a prática de irregularidades por ocasião do requerimento, concessão e manutenção de benefícios previdenciários, na cidade de João Pessoa, crime tipificado no artigo 171, parágrafo 3º, do Código Penal Brasileiro.

Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em imóveis relacionados aos investigados, expedidos pela 16ª Vara Federal da capital.

O prejuízo aos cofres da Previdência Social gira em torno de R$ 800 mil.
HARAQUIRI - O nome da operação é em razão do falecimento de um dos investigados, na data em que prestaria esclarecimentos à Polícia Federal. A palavra significa, no entanto, forma de suicídio ritual praticada no Japão, especialmente pelos guerreiros e pelos nobres, que consiste em rasgar o ventre a faca ou a sabre.

Por Redação

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu