O Prefeito de Monte Horebe, Marcos Eron (PMDB), está em Brasília ao lado da vice-prefeita, Francisquinha, onde  trata da liberação do município do CAUC – (Cadastro Único de Convênios),  mais uma das heranças da administração anterior, que vem impossibilitando a administração municipal de receber convênios federais.
 
Marcos levou na bagagem uma pilha de documentos para mostrar a realidade que tem passado o município de Monte Horebe nos últimos tempos. Em Brasília, o prefeito horebense também busca recursos para diversas áreas dos seu governo.

Critérios- São avaliados 13 critérios para que o Tesouro Nacional inclua governos e Prefeituras no CAUC. Entre os itens principais, estão o cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, aplicação de recursos em Saúde e Educação, elaboração do relatório de gestão fiscal e adequação às normas da Previdência Social.
 
Motivo- A Prefeitura de Monte Horebe está inserida no CAUC devido à prestação, irregulares, de contas da creche não executada pela gestão anterior.

“O nosso povo não pode ser penalizado, o município está sofrendo, por causa de más administrações que deixaram de prestar contas de recursos federais, Monte Horebe hoje está impedida de receber e celebrar qualquer convênio com o Governo Federal porque está inadimplente, temos que responsabilizar judicialmente quem colocou a nossa cidade neste caos.” Disse o prefeito.

Recuperação da creche- Nesta terça-feira (22), Marcos e Francisquinha estiveram em reunião no FNDE para pactuação da creche com o objetivo de recuperar a construcão da creche deixada inacabada pela gestão anterior.

Por Alex Gonçalves 
Notinhas da política 

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu