BARRO- O ex-deputado do Ceará, Antonio Tavares, anunciou neste final de semana seu apoio, para governador do Ceará,  ao general do Exército Guilherme Cals Theophilo de Oliveira. Tavares falou à imprensa e conclamou aos amigos de várias cidades do Cariri cearense onde tem grande liderança política, a exemplo das cidades de Barro, mauriti, Missão Velha, Ipaumirim, Abaiara, Aurora entre outras.
 
Segundo o ex-deputado, o general é um nome  limpo, nunca foi político e tem todas as credenciais para honrar o estado do Ceará.

Com o apoio de Antonio Tavares, o nome do general fica bastante fortalecido no Cariri, haja vista o grande  serviço prestado que o ex-deputado tem na região. Tavares tem o objetivo de ajudar eleger vários prefeitos na região em 2020, entre eles o médico, George Feitosa, que vai disputar o governo do Barro nas eleições de 2020.

O nome do general é uma ofensiva para tentar retomar o governo do Ceará e formar um palanque forte para a candidatura presidencial de Geraldo Alckmin, o PSDB apostará suas fichas num dos principais quadros do Exército brasileiro.

Na reserva desde março deste ano, o general de Exército Guilherme Cals Theophilo de Oliveira, 63, filiou-se ao PSDB e deve ser o candidato do partido ao governo do Ceará.

Nascido no Rio e criado em Fortaleza, Theophilo vem uma família de militares cearenses. É o primeiro general quatro estrelas (maior patente militar em tempos de paz) a disputar uma eleição majoritária no
Brasil desde o fim da ditadura militar.
Com discurso moderado, Theophilo se define como de centro. E tem dito que apoiará Alckmin para o Planalto.

Nacionalmente, a filiação do general ao PSDB serve  como contraponto ao avanço do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que tem ganhado adeptos no meio militar. Localmente, a candidatura dará protagonismo ao tema da segurança, principal problema enfrentado pelo governador Camilo Santana (PT), candidato a reeleição com apoio de Cid e Ciro Gomes (PDT).

O Ceará enfrenta uma escalada dos índices de violência. Foram 5.134 mortes violentas no estado em 2017 —crescimento de 50% em relação a 2016.

Como trunfo, os tucanos apostam na experiência do general no combate à violência: ele fez parte do planejamento da intervenção federal na segurança pública do Rio.
Nos últimos anos, exerceu a chefia do Comando Militar da Amazônia e o comando da 12ª Região Militar, em Manaus.

A experiência na Amazônia o aproximou do PSDB —o prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto o convidou para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados no Amazonas. Mas o general optou pela carreira política em seu estado natal.

A pré-candidatura de Theophilo surge em meio a vazio nas oposições do Ceará. Com a aproximação do senador Eunício Oliveira (MDB) com o governador Camilo Santana, os oposicionistas perderam o seu principal nome para disputar o governo estadual.

Além de Theophilo, outros dois generais anunciam candidatura a governos estaduais. O general Paulo Chagas (PRP), no Distrito Federal, e o general Girão Monteiro (PSL), no Rio Grande do Norte. Outros cerca de 50 militares deverão disputar mandatos para Senado, Câmara dos Deputados e Assembleias Legislativas.

Alex Gonçalves
Notinhas da Política

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu