O suplente de vereador de Cajazeiras, Adriano da Vila Nova (PTB), saiu em defesa do presidente da Câmara Municipal, Marcos Barros (PSB), ao discordar da linha de pensamento do deputado estadual eleito, Júnior Araújo (Avante), que no início desta semana, afirmou que o parlamentar não reúne requisitos para ser o candidato a prefeito em 2020 do grupo de oposição.

Adriano disse que a pré-candidatura a prefeito de, Marcos Barros, não foi lançada por uma pessoa qualquer, mas sim, pelo deputado reeleito Jeová Campos (PSB) e todo um grupo que saiu vencedor em Cajazeiras com mais de 7 mil votos.

“Por que ele não pode sair candidato, faço essa pergunta. Só não podemos eleger e escolher os mesmos. Só pode ser prefeito se for médico ou pertencer a uma mesma família. Cajazeiras precisa se renovar com nomes novos e ao mesmo tempo com história de bons serviços. Essa cidade precisa ter opção, não pode estar presa,” disse.  

Tribuna
Via- Resenha Política

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu