A ex-prefeita de Bom Jardim (MA) Lidiane Leite da Silva, conhecida como 'prefeita ostentação', foi condenada por improbidade administrativa referente a fraudes em licitação. Além dela, outras duas pessoas, Humberto Dantas dos Santos e Raimundo Antonio Carlos Mendes, e uma empresa, Petlas Construções e Serviços LTDA, foram responsabilizadas. Lidiane ficou famosa por levar uma vida de luxo enquanto era prefeita e ostentar nas redes sociais.

De acordo com o 'G1', todos deverão ressarcir o município em R$ 915.074,57, que corresponde ao valor do contrato investigado. Eles também perderam os direitos políticos por cinco anos, entre outras penalidades.

Denúncia


A denúncia do Ministério Público aponta irregularidades em um processo de licitação para a contratação de uma empresa para o desenvolvimento de serviços na cidade de Bom Jardim, como asfaltamento de vias, colocação de sarjetas, meios-fios e sinalizações. Os serviços, no entanto, nunca foram executados.

Segundo a denúncia, Dantas era o responsável pela indicação dos participantes da Comissão de Licitação do Município. Na época, ele era companheiro de Lidiane, que sabia de todas as irregularidades, de acordo com o MP, e assinava os documentos para transparecer a legalidade do pregão. Já Raimundo Antonio Carlos Mendes é apontado como o dono da empresa vencedora da licitação.



 Tribuna

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu