“Eu, particularmente, sempre terei um lado aqui e sempre farei a defesa deste lado, mas eu não vou precisar me levantar da cadeira para entrar num processo de enfrentamento de natureza primitiva, pois, acredito que a primitividade ficou para a história, nós precisamos entrar num estágio civilizatório, de Estado Democrático de Direito e esta Casa precisa debater assuntos de interesse da Paraíba”, disse hoje (28), o deputado estadual Jeová Campos (PSB). O parlamentar, reconhecido como um dos mais atuantes e respeitados da Casa, voltou a lamentar os julgamentos feitos de forma açodada, no calor da emoção e de ataque a honra de qualquer natureza.

“Isso é próprio da natureza humana, porém, muitas vezes, isso quebra os limites da normalidade, do democrático, porque o democrático é entender que só existe o seu espaço, porque existe o do outro”, argumentou Jeová. Ele lembrou que a Imprensa é testemunha que ele traz para a Tribuna assuntos relevantes para o desenvolvimento da Paraíba. “Esse projeto de desenvolvimento da agricultura familiar, por exemplo, que já fizemos três audiências públicas, e a próxima será na região do polo da Borborema, no polo Sindical, nesta segunda-feira, é uma forma rentável de produzir alimentos sem agrotóxico e gerar renda e emprego, mas, infelizmente, isso repercute pouco na Imprensa”, lamentou Jeová.

Em seu discurso, ele lembrou que enquanto uns poucos criticam, o governo da Paraíba segue avançando. “Nesta quarta-feira (27), o governador assinou uma ordem de serviço de R$ 23 milhões, para uma quarta adutora, que garantirá água para Cajazeiras, nos próximos 50 anos. O asfaltamento das principais ruas de São João do Rio do Peixe também é uma obra importante, assim como a inauguração do ginásio da escola cidadã de Santa Helena”, destacou o parlamentar.

Jeová lembrou ainda que se João Azevedo está conseguindo fazer muita coisa, em tão pouco tempo de governo, se deve ao fato dele ser a continuidade de um projeto que deu certo. “João pegou as finanças do estado organizadas, conseguiu um empréstimo porque a Paraíba é nível B na sua capacidade de endividamento, porque a Paraíba tem uma estrutura de desenvolvimento que poucos estados no Brasil têm. No governo de Ricardo Coutinho se melhorou escolas, unidades de saúde e o próprio serviço, pois dos R$ 80 milhões/mês que custa a saúde na Paraíba, o Governo Federal só repassa hoje R$ 4 milhões e os hospitais estão todos funcionando”, destacou ele.

Para o deputado, honra e respeito, cabe em todo e qualquer canto. “Eu sou um dos deputados que tem muita radicalidade no conteúdo de minha fala e tenho um lado na política, mas, entendo que para a gente dizer o que pensa de nosso adversário, não é preciso ofender a honra de ninguém, até porque num Estado Democrático de Direito, qualquer um que for encontrado em um ilícito, a ele é assegurado o devido processo legal com contraditório, com a correspondente produção de provas para, afinal, chegar  a um juízo”, finalizou Jeová.

Tribuna
Via assessoria
29/03/2019*às 07h/Atualizado

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu