O advogado Antonio Carlos Fernandes, do Ceará, protocolou no STF uma ação contra Jair Bolsonaro por ele ter se referido aos governadores do Nordeste como "governadores de paraíba"; ele diz que Bolsonaro usou o termo para se referir aos nordestinos "em tom jocoso, traduzindo desprezo e menoscabo, tendo cometido, inequivocamente, crime de injúria"
 
 O presidente Jair Bolsonaro poderá responder pelos crimes de racismo e injúria, por conta dos ataques ao povo nordestino e ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), proferidos por ele.

Segundo informações do jornal O Globo, o advogado Antonio Carlos Fernandes, do Ceará, protocolou no Supremo Tribunal Federal ( STF ) uma ação contra Bolsonaro por ele ter se referido aos governadores do Nordeste como "governadores de paraíba" .
Segundo Fernandes, o presidente se portou de forma racista e preconceituosa e diz que Bolsonaro usou o termo para se referir aos nordestinos "em tom jocoso, traduzindo desprezo e menoscabo, tendo cometido, inequivocamente, crime de injúria".

"Sem dúvida o presidente da República excedeu-se, de forma gravosa, em seu destempero verbal, expressando um sentimento racista, discriminatório e preconceituoso em relação à procedência nacional dos nordestinos".

"As falas, as palavras e até os gestos praticados pelos presidentes da República têm o condão de induzir, de incitar práticas semelhantes pelos seus seguidores", acrescenta o advogado. 

Tribuna10
Fonte: O Globo

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu