A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao Ministério da Educação, vai realizar concursos para contratação de mais de 2 mil profissionais. Haverá vagas para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba. No Estado, serão contemplados também o Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), em Campina Grande, e o Júlio Bandeira (HUJB), localizado em Cajazeiras, ambos da Universidade Federal de Campina Grande.

Serão dois grandes concursos, sendo um nacional, com 1.363 vagas em 40 unidades em todo o país, e um para o Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), com 887 oportunidades. Os chamamentos públicos foram divulgados no Diário Oficial da União desta segunda-feira, dia 12.  O objetivo é que os editais sejam publicados ainda neste semestre com o quantitativo de vagas para cada unidade da Rede Ebserh.

As vagas são distribuídas entre as áreas médica, assistencial e administrativa, cada um com um edital normativo específico. Para concurso nacional, a expectativa é que sejam abertas 448 vagas para médicos em 69 especialidades, 800 oportunidades na área assistencial e 115 na administrativa. Já para o HC-UFU serão 173 para médicos de 71 especialidades, 614 para os assistenciais e 100 administrativos. Os projetos básicos preveem ainda a formação de cadastro reserva nas três áreas contempladas.

“A realização desse concurso nacional é orientada por três principais fatores: a substituição tanto de pessoal de Regime Jurídico Único que se aposenta, e essa era mesmo a ideia por trás da concepção da Ebserh; quanto a substituição do pessoal que tem o chamado vínculo precário, que são pessoas vinculadas às fundações universitárias, por celetistas, em ambos os casos. Além disso, há uma alta rotatividade de profissionais da área de saúde, o que prejudica os serviços que são prestados”, explicou o diretor de Gestão de Pessoas da Ebserh, Rodrigo Barbosa, acrescentando que os hospitais funcionam em regime de escala e a falta de determinados profissionais em determinadas áreas pode comprometer todo o serviço.
Etapas 

O concurso público acontece em duas fases, sendo que a primeira constará de prova objetiva, com questões de múltipla escolha. Esta etapa tem caráter eliminatório e classificatório. Na segunda fase, os candidatos vão passar por uma avaliação curricular de títulos e de experiência profissional, de caráter exclusivamente classificatório. Quem concorrer às vagas reservadas a pessoas com deficiência será submetido à perícia médica e aqueles que se autodeclararem negros passarão por um procedimento de heteroidentificação. 

Tribuna10
Redação em Cajazeiras 

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu