O Prefeito de Bom Jesus, Roberto Bayma, foi absolvido na noite dessa terça-feira (13), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em ação impetrada pela oposição que pedia a cassação do mandato  do gestor bomjesuense, por conduta vedada por ter contratado servidores nos três últimos meses das eleições.

O relator foi o Ministro Edson Fachim, que disse não ver necessidade da cassação uma vez que a contratação era de interesse público, principalmente para  atender essencialmente aos serviços de saúde e educação. 

O Ministro deu provimento ao recurso especial impetrado pela defesa do Prefeito, Roberto Bayma, e aplicou uma multa de 5 mil ufirs, o qual foi acompanhado pelos demais ministros da corte, inclusive a presidente do TSE. O resultado foi de 10 a zero.

Roberto Bayma, comemorou o resultado e disse que é mais uma derrota acumulada pela oposição que não consegue resultado nas urnas e apela para uma "tapetada".   "Foram mais uma vez decepcionados por não terem argumentos. A Justiça de Deus não falha e  da terra provou a minha inocência". disse o prefeito.

Por Alex Gonçalves, Triuna10
Fonte: Jocerlan Guedes

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu