Um título de mestrado ou doutorado pode significar uma carreira de sucesso para muitos profissionais, com salários maiores e em cargos elevados. O Brasil, segundo dados da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), formou cerca de 60 mil mestres e 20 mil doutores em 2016. 

Um número alto em relação aos anos anteriores, mas muito baixo se comparado ao número de pós-graduados pelo mundo. Ainda de acordo com a Capes, o Brasil tinha 58 doutores para cada 1 milhão de habitantes em 2010, atrás de países como Turquia (64) e Rússia (79), e muito atrás de potências como a Alemanha (318) e a Suíça (486). 

Apesar do recente crescimento no número de mestres e doutores no país, continua sendo difícil cursar uma pós-graduação no Brasil, principalmente as stricto sensu (mestrados e doutorados). Os processos seletivos são rigorosos e o investimento, tanto financeiro quanto de tempo, é alto.

Em meio a essa problemática e aos avanços tecnológicos da internet, surge uma alternativa: os Moocs, cursos online gratuitos e em grande escala (Massive Open Online Courses, inglês). Uma espécie de plataforma que oferece cursos à distância por um preço baixo, incluindo doutorados e mestrados de universidades renomadas do mundo todo.
Para se ter acesso a esses conteúdos, diversas plataformas firmaram parcerias com instituições internacionais para oferecer cursos, casos de empresas como a Udemy, a EDX e a Coursera.

No Brasil, a startup Integralize Online é uma das plataformas a utilizar o sistema de Moocs, mas com um diferencial: a Integralize é um sistema de busca de bolsas, oferecendo cursos de mestrado e doutorado internacionais com bolsas de até 100%.

A ideia para a startup veio a partir da observação de que as pessoas no Brasil têm dificuldade em se capacitar em níveis mais altos após a graduação. CVO da Integralize Online, Antônio Cardim espera democratizar e reimaginar a educação. “Queremos que qualquer pessoa, em qualquer lugar, não importando seu status social e muito menos a renda, possa ter acesso à educação”, diz.

A startup busca ao máximo otimizar o tempo dos cursos por meio do EAD (Ensino à Distância) e do sistema de integralização de créditos. Através desse sistema, os alunos podem aproveitar disciplinas de suas pós-graduações latu sensu (especializações e MBAs) e convertê-las em um mestrado internacional, ou até mesmo um mestrado em doutorado internacional. Além disso, o idioma dos cursos de mestrado e doutorado não é um problema, já que o conteúdo é todo disponibilizado em português.

CEO da Integralize Online, Luan Trindade diz se surpreender a cada dia com a proporção que a iniciativa está tomando em tão pouco tempo. “No dia a dia na Integralize Online, os alunos se apaixonam com a facilidade do projeto. Sempre imaginei um negócio no qual pudesse contribuir de alguma forma e causar impacto no mercado”, diz.
 
Como funciona?
O aluno apresenta à Integralize Online a sua especialização ou MBA para a integralização de créditos educacionais. Caso não faça uma especialização, o estudante pode transformar seu TCC (Trabalho de Conclusão de Curso) em um artigo ou dissertação, que será então oferecida para centenas de universidades espalhadas pelo mundo. 

Depois de aprovado, o aluno inicia os estudos na plataforma online da startup, sem mensalidade, apenas uma taxa única mínima, menor que uma única mensalidade de mestrado ou doutorado no mercado brasileiro, para cobrir o valor do material e o trabalho da Integralize Online. Ao término do curso, o estudante recebe um diploma internacional de mestrado ou doutorado da universidade.

“Consegui trazer para mim uma oportunidade que está a milhares de quilômetros”, diz Bruna Brito, administradora e aluna da Integralize Online. “Uma certificação de doutorado internacional sempre me pareceu onerosa, tanto no preço quanto na burocracia necessária.

No entanto, o projeto Integralize Online me provou que com um custo baixo e uma sistemática simples, pode-se desenvolver as habilidades requisitadas no doutorado”. Depois de ter integralizado as disciplinas do mestrado para fazer o doutorado, Bruna está agora elaborando um livro e a sua tese com apoio pedagógico da equipe da Integralize Online.

Outra aluna a ter se surpreendido positivamente com o projeto da startup é a advogada Vanessa Souza. “Um mestrado me parecia algo distante, ainda mais um mestrado internacional. A Integralize Online está me ajudando a concretizar um sonho”. 

Portal Tribuna10 
Redação em Cajazeiras 
Via-Assessoria

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu