Enquanto a Prefeitura de São João do Rio do Peixe, gasta R$ 110.153,76 em diárias, durante os primeiros sete meses de 2019, os moradores mais carentes do município que dependem de medicamentos gratuitos vivem um dilema. Iformações passadas ao Tribuna10 apontam que não há medicamentos de distribuições gratuitas no hospital da cidade e nem nos postos de saúde.

O prefeito de São João do Rio do Peixe, Airton Pires, está há pelo menos seis anos e meio no mandato,  mas ainda não conseguiu normalizar o estoque de medicamentos distribuídos à população nas unidades básicas de saúde e no hospital municipal. Essa carência abrange remédios básicos, como analgésicos, antitérmicos e compridos para controle de pressão arterial e diabetes.

Há alguns meses a Secretaria Municipal de Saúde havia se comprometido a zerar as reclamações por falta de medicamentos, porém as denúncias continuam.

Na cidade há inúmeras reclamações e irritação por parte de alguns pacientes.  Eles alegam que não é por falta de dinheiro que estão faltando medicamentos na farmácia básica do município, haja vista que as diárias civis autorizadas pelo prefeito Airton Pires Pires são as maiores, proporcionalmente,  da região e, portanto, o problema não é por falta de recursos financeiros. 

Por Alex Gonçalves, Tribuna10
Redação em Cajazeiras
30/0/2019* às 09:32-Atualizada á 12 minutos 

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu