Uma família paraibana estava dentro do avião que a turbina pegou fogo, em Juazeiro do Norte, no Ceará. Os paraibanos são da cidade de Aparecida e iam com destino a São Paulo. A turbina de um avião da Gol pegou fogo na manhã desta segunda-feira (2) durante a decolagem do Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes. Passageiros relataram a tensão durante o ocorrido, mas ninguém ficou ferido.

O voo G3 1561 tinha como destino Guarulhos, em São Paulo. A aeronave, um Boeing 737-800, estava com 145 passageiros e precisou ser esvaziada. Apesar do transtorno, o aeroporto não foi fechado e não houve atraso de outros voos. 

Manutenção da aeronave                   
Em nota, a Gol afirmou que o voo G3 1561 (Juazeiro do Norte - Guarulhos) apresentou uma limitação técnica próximo à decolagem, tendo que retornar para avaliação da equipe de manutenção da Companhia. A empresa afirmou que os clientes receberam assistência necessária. A Gol lamentou os transtornos, mas reiterou que ações como essa visam garantir a segurança.

Até as 8h10, contudo, os passageiros continuavam no saguão aguardando mais informações da companhia.
Um deles afirmou para o Sistema Verdes Mares que ao entrar na aeronave sentiram um cheiro de combustível na parte traseira do avião. Depois da decolagem eles viram um clarão saindo de uma das turbinas.
“A gente levantou voo, teve esse clarão e ele desceu imediatamente. Foi coisa de minutos. Todo mundo sentiu um odor de gasolina, a gente embarcou, colocou as malas, sentei-me ao lado da turbina que teve um princípio de incêndio”, disse o engenheiro de produção Hércules de Souza Santana.
 
Medo e tensão                   
Aos prantos, a servidora pública Ivanilda Arceno disse que está com medo de entrar em outra aeronave. Ela iria para um casamento em São Paulo na companhia da filha de 7 anos.
“Estou assustada. Eu ia para um casamento da minha sobrinha. Foi desesperador como mãe passar por uma situação dessa. Estou preocupada porque ela [a filha] está chorando. Eu não vou mais", relatou a passageira.

Por Tribuna10
Redação em Cajazeiras

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu