O juiz Ricardo da Silva Brito determinou que Pâmela Bório exclua de suas redes sociais a imagem de Coriolano Coutinho, ex-secretário da PMJP e irmão do ex-governador Ricardo Coutinho. A imagem foi postada na sexta-feira (6) quando ela fez referência à denúncia do Gaeco do Ministério Público da Paraíba (MPPB) sobre suposto esquema de corrupção na Prefeitura de João Pessoa, em gestão do PSB.

Em caso de descumprimento, Pâmela deve pagar multa diária de R$ 1.000, alerta o juiz Ricardo da Silva Brito. O mandado de tutela de urgência foi assinado nesse sábado (7).
No Instagram, Pâmela publicou fotos de ex-integrantes da PMJP na gestão do PSB, com rosto colocados em girassois, e cobrou delação premiada de todos e por justiça no caso investigado. Coriolano, através de sua defesa, já negou participação no caso denunciado.
Pâmela escreveu:
 
Isso é só o início… Ainda estamos na época da gestão na capital paraibana… Esse esquema específico denunciado pelo Ministério Público girava em torno da promessa de “recuperação de créditos tributários”. A operação teria ocorrido entre 2009 e 2011, tendo como alvo a prefeitura de João Pessoa.

Está na hora de abrirem a boca, não esperamos nada menos que isso. E deixem de ter medo do “chefe”, pois psicopata se nutre da intimidação e temor das vítimas. Falem a verdade dos fatos pois não perdoaremos mais ocultação.

Esperamos que todos os os denunciados façam delação sem poupar o grande mentor.

Por Tribuna10
Redação em Cajazeiras 

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu