Alex Gonçalves 
Do Tribuna10, em Cajazeiras 
08/11/2018  às 16h23-Atualizada há 11 minutos 

A rua projetada F, do Loteamento Santa Maria, no bairro Epitácio Leite Rolim, zona III, compreendendo as quadras 865 e 876, quadras e lotes 02, 03, 06 e 07, em Cajazeiras,    passará a ser chamada, Rua Josefa Maria de Abreu (ZEFINHA CAROLINO) que foi uma das mais antigas comerciantes do distrito de Divinópolis, em Cajazeiras.

A homenagem à comerciante foi proposta pelo vereador e líder do prefeito na Câmara, Eriberto Maciel (PP), foi aprovada por unanimidade pelos demais parlamentares e depois sancionada pelo prefeito, Zé Aldemir (PP). A lei ficou estabelecida através do número 2.734 de 8 de março de 2018.

Eriberto destacou que a comerciante homenageada foi uma das mais antigas do distrito e pioneira nas atividade que contribuiu com o crescimento da população. “Pelo exemplo de empreendedorismo, acho justa a homenagem” a Zefinha, disse o parlamentar. Ele ainda acrescentou dizendo da importância de nomear ruas para que ações simples, como o serviço dos Correios, sejam facilitadas.
Para o projeto virar lei

Para que um projeto se torne lei depois de aprovado em segunda votação, ele deve ser encaminhado à Prefeitura, onde poderá ser sancionado e promulgado (assinado) pelo executivo. Em seguida, o texto deve ser publicado, para que todos saibam do novo regramento. Se o documento não receber a sanção no prazo legal, que é de 15 dias úteis, ele volta para à Câmara, que fará a promulgação e ordenará sua publicação. Quando isso ocorre, é dito que houve sanção tácita por parte da prefeito.

Há ainda a possibilidade de o projeto ser vetado (ou seja, rejeitado) parcial ou totalmente pelo executivo. Nesse caso, o veto é analisado pelos vereadores, que podem acatá-lo, e então o projeto não se tornará lei, ou derrubá-lo, quando também a proposta será promulgada e publicada pela Câmara.

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu