Alex Gonçalves, Do Tribuna10
15/01/2020  às 10h30
Via Radar Sertanejo 

 Foi realizada nesta terça-feira (14), na Câmara Municipal de São José de Piranhas, uma Audiência Pública para elaboração do Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos – PGIRS do Município.

A audiência teve um amplo debate entre autoridades municipais, especialista responsável pela implantação do projeto, representantes de organizações não governamentais e de classes, catadores de materiais recicláveis e sociedade civil.

O Economista Tarcísio Valério da Costa, que faz parte da equipe do Grupo Especializado em Tecnologia e Extensão Comunitária – GETEC e da UFPB/Prac, esteve presente. Ele explicou sobre as etapas do projeto e vai coordenar os estudos e planejamento para colaborar a construção do Plano, a convite da Prefeitura Municipal.

Lembrou que o Plano visa atender a Lei 12.305/2010 que Instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos, o PGIRS, que é uma das exigências para os municípios terem acesso aos recursos federais na gestão dos resíduos, bem como não sofrerem penalidades pelos órgãos ambientais, Ministério Público e Tribunal de Contas do Estado-PB.

O especialista explicou a diferença entre lixo e resíduos e ressaltou que a partir desse Plano o Município pode beneficiar centenas de catadores com o trabalho de reciclagem dos resíduos sólidos. “Só para vocês terem uma ideia o município de São José de Piranhas poderá gerar R$ 90 mil por mês, com o incentivo da política de geração de emprego e renda dos resíduos sólidos”, afirmou.

O prefeito Chico Mendes destacou os esforços e comprometimento da gestão municipal para elaboração do Plano, entendendo que este constitui um instrumento importante para planejar ações e medidas que venham resolver o problema do destino correto do lixo da cidade, através de parcerias e consócio.
Ele lembrou que além disso, a implantação da coleta seletiva vai gerar renda e trabalho para os catadores através da criação de uma associação ou cooperativa, com total apoio do corpo administrativo da Prefeitura Municipal.

O presidente da Câmara Municipal, Celso Gonçalves, destacou a importância do projeto para o Município por se tratar de uma questão ligada ao meio ambiente, desenvolvimento sustentável e economia ao mesmo tempo, porque vai gerar renda e trabalho. “O mundo inteiro já trabalha com essa visão e nós não poderíamos deixar de fazer nossa parte”, ressaltou.

Ao fazer uso da palavra, o secretário de Administração do Município, Tiago Vieira Sobral, falou de sua alegria em poder contribuir com a realização de políticas públicas voltadas para o futuro e disse acreditar nesse projeto, que também faz parte da construção de uma nova São José de Piranhas.

De acordo com a coordenação, o prazo de realização do Plano está estipulado de quatro meses.

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu