Alex Gonçalves,Redação
15, abril, 2020 

O secretário de Estado da Fazenda, Marialvo Laureano, afirmou que a Paraíba sofreu uma queda de 25% em relação ao mês de abril de 2019 e garantiu o pagamento da folha de abril e maio, mas não assegurou o adiantamento do 13º para o funcionalismo público. Na entrevista, Marialvo também mostrou-se confiante na aprovação de um PL no Congresso que repõe perdas dos estados com ICMS e ISS.

Marialvo foi entrevistado nesta quarta-feira (15) durante o programa Paraíba Verdade, da Arapuan FM. Ele alegou que a gestão do governador João Azevêdo tem uma gestão fiscal e serena com prioridade em relação à Saúde e Assistência Social, Segurança e pagamento da folha.

“Com o isolamento social, o carro chefe da receita própria do estado que era o ICMS, o consumo, tem uma queda e o impacto negativo é grande”, disse. O secretário disse que houve uma queda no consumo na ordem de 35 a 40% e previsão para maio na ordem de 55 a 60%. “Se pegar os 12 dias de abril de 2019 já tivemos uma queda efetiva na arrecadação de 25% e no faturamento [das empresas] uma queda de 50%”, afirmou.

Folhas de pagamento
O secretário afirmou que o estado tinha uma gestão fiscal forte e que não vai ter problema para pagar a folha de abril, a de maio também espera conseguir pagar, enquanto a maioria dos estados do Sul e Sudeste não devem conseguir sequer abril, porém a respeito do adiantamento do 13º em junho, a secretaria não pode assegurar.

Marialvo destacou a PL 149 em tramitação no Congresso [já aprovada na Câmara] que repõe perdas dos estados com ICMS e ISS. “vamos esperar que tenha essa medida do Congresso de aportes da união para estados. Os estados do eixo sul/sudeste são dependentes da sua receita própria e terá que ter esse aporte, consequentemente ele vem para a gente”, explicou.

“Esse projeto aprovado, não tenho a menor dúvida que daria um alívio nos cofres de estados e municípios e não teríamos problemas com o pagamento de folha”, disse.

Em relação ao Fundo de Participação dos Estados (FPE) já está assegurada a complementação do repasse com base no que foi recebido em 2019.

Compartilhar:
Alaninfo

ALEX GONÇALVES

Alex Gonçalves é radialista DRT4220-PB.Natural de São José de Piranhas, fomado em Letras pela UFCG. Atua no ramo de jornalismo há 15 anos, foi editor repórter do portal Radar Sertanejo durante nove anos.É funcionário público estadual desde 2010 e atualmente apresenta o programa Radar em Alerta na Terra Nova FM.

0 Comentários até agora, adicione o seu